Escolhendo a cama ideal



Assim como o comedouro e o bebedouro, o local onde o cão dorme e descansa também é um item muito importante!


Existem hoje no mercado opções variadas de camas, mas é fundamental que a escolha não seja feita pela beleza, mas sim pelo conforto e praticidade que ela trará para o cãozinho. Por isso que, independentemente do material ou do formato, é essencial que ela seja sempre acolchoada.


Há cinco tipos mais comuns de camas: quadrada, retangular, redonda, toca, suspensa e a casinha. E os materiais mais usados são: vime, madeira, tecido, plástico e acrílico.



O modelo ideal vai depender do clima da sua região, do porte e da idade do seu cão. Ele sentir muito frio ou muito calor, por exemplo, é um fator determinante na escolha da cama.

Para cães que moram em locais mais quentes ou com pelo espesso ou comprido, as camas mais frescas são essenciais, pois eles tendem a passar calor mais facilmente enquanto dormem. Eles se dão bem com camas sem bordas, como as almofadonas e também as redes, uma vez que o ar flui sob o cão enquanto ele dorme.


Para climas frios, as caminhas com bordas nas laterais, as tocas ou de pelúcia, além de darem mais aconchego, também oferecem maior isolamento térmico.

Para escolher o formato ideal, é importante observar a maneira como o cão dorme: esticado ou encolhido. As redondas e quadradas são mais indicadas para os que dormem encolhidos e as retangulares para os que dormem esticados.


A idade do cão e os problemas de saúde devem ser consideradas ao selecionar o tipo de cama. Acontece que os cães mais velhos passam mais tempo deitados, de modo que é preciso que a cama permita distribuir bem o peso do seu corpo. Então, prefira modelos grandes nos quais mesmo que ele se estique completamente, ele ainda caberá todo em cima da caminha.


Modelos ortopédicos atendem a cães com dor nas articulações, artrite ou com pouca mobilidade, por isso escolha camas que sejam baixa e com antiderrapante (assim você evita que a cama deslize ou vire com o uso).


As camas impermeáveis são ideais se o seu cão for mais velho e incontinente. Existem opções de camas em tecido 100% algodão caso o cão tenha sensibilidade a tecidos sintéticos como o poliéster ou o poliuretano.


Agora, se o cão gosta de destruir as coisas, o recomendado é optar por uma cama mais simples e barata, sem muitos recursos extras. Assim não vai custar muito para substituir se for preciso.


É muito importante cuidar da higiene da cama do seu cãozinho e, como os cães têm o corpo quente, a cama pode virar um ambiente perfeito para a proliferação de pulgas, carrapatos e bactérias. Para evitar estes problemas, verifique se a cama é lavável antes de comprá-la. Alguns modelos podem ser lavados completamente, mas na maioria, apenas o forro é lavável. Além disso, há caminhas que não podem ser lavadas na máquina, fique de olho nisso.


Ao lavar a caminha, lembre-se também que os cães mais sensíveis podem “estranhar” cheiros fortes se você usar muito sabão, amaciante ou outros produtos de limpeza na lavagem, ou pior, podem ter reações alérgicas. Então, opte por produtos neutros e com aroma suave.


O nosso próximo post será sobre a higiene dos doguinhos; dar banho, cortar as unhas, limpar as orelhas e muito mais. Aguarde!

__________________________________________________________________________________


Se o seu cão apresenta problemas comportamentais e você precisa de ajuda profissional, entre em contato com a gente. Atendemos presencialmente em Santo André e São Bernardo do Campo (SP) e online para qualquer lugar do mundo. Confira a nossa página de Serviços para mais informações.


Quer saber mais sobre adestramento de cães e comportamento canino? Confira a seção Cursos do nosso site e faça a sua matrícula. Os cursos são online, com certificado, com suporte online integral realizado por um especialista em comportamento canino, e são teóricos (texto, imagens e infográficos), de forma que você pode ler e consultar conforme a sua disponibilidade.