Seja o líder do seu cão



Os cães são animais sociais que vivem em matilhas e possuem uma complexa organização social, sempre existindo um líder. Se entendermos e respeitarmos essa organização, será estabelecida uma relação de respeito, tornando a convivência muito mais harmoniosa entre todos.


Em sua matilha, os cães necessitam de um líder que, graças às suas habilidades, conduza os demais membros. Para os cães a hierarquia é obrigatória, e todos sabem exatamente o lugar que ocupam na ordem dentro do grupo.


Quando um cão chega a um novo lar, logo associa as pessoas próximas dele como sendo membros de sua nova matilha e, naturalmente tentará descobrir qual a sua posição dentro do grupo. Caso não identifique o líder, ele assumirá o controle da situação e isso pode torná-lo possessivo, ansioso e, em alguns casos, até mesmo agressivo.


Por isso é fundamental que os tutores sejam os líderes de seus cães; mesmo que algumas pessoas não tenham a menor ideia de como fazer isso (e outras nem se importem), trabalhar a liderança é fundamental para quem busca um cachorro mais equilibrado, educado e, acima de tudo, feliz!


Ah, é muito importante deixar claro que ser líder não significa ser agressivo e agir como um ditador; não, longe disso!



Então afinal, o que é ser um líder?


Muitas pessoas se confundem entre o que é ser líder e o que é ser chefe. O líder é quem vai guiar os passos dos liderados, e o chefe vai mandar. Ser o líder é estabelecer limites de forma inteligente, ser equilibrado (sem brigar e se alterar) e coerente com sua postura dia após dia, fortalecendo a imagem de líder.


O processo de liderança é relativamente simples, mas requer muita persistência e paciência dos tutores. A relação com o cão deve ser de confiança, com treinamento diário e, acima de tudo, muito amor. Tudo precisa ser feito da forma certa para que ele não associe a sua figura a algo que tenha medo ou pavor; mas sim, respeito.


Ou seja, ao invés de brigar quando ele faz algo errado, elogiar quando ele faz algo certo. Por exemplo, se o cão fizer as necessidades em um local errado, você não deve brigar com ele e muito menos fazê-lo cheirar as necessidades, esfregando o focinho no local (sim, tem gente que faz isso!). Em vez disso, toda vez que ele acertar o local do xixi, elogie-o e ofereça uma recompensa; assim ele entenderá que quando ele fizer determinada ação, algo positivo acontecerá.


Uma pessoa que grita com o seu cão ou bate nele é um péssimo líder, pois só consegue sua posição por meio de ameaças e agressões. Cães que recebem esse tipo de tratamento adquirem sequelas graves que dificultam muito o adestramento.


Existem inúmeras maneiras de nos tornarmos líderes de nossos cães sem praticar nenhuma violência. Qualquer tipo de agressão contra o animal atrapalha o condicionamento e altera negativamente seu padrão de comportamento.

A violência não é uma maneira eficiente de se comunicar com seu cão ou de puni-lo!



Adestramento: a melhor opção


Apesar de algumas pessoas acharem que o adestramento se resume a ensinar meia dúzia de comandos e só (ou ainda, que é algo inacessível ou banal), ele é muito importante para trabalhar a liderança e melhorar a convivência entre todos. Através do adestramento, é possível elaborar situações para que o cão aprenda a ser mais educado, tranqüilo e equilibrado.


Um exemplo prático; quando você chegar em casa, não interaja com o seu cão. Deixe-o fazer festa, pular e latir; dê atenção somente quando ele se acalmar. Esta é uma forma de demonstrar que você está na liderança e, com o tempo, ele se condicionará a isso e será um cão muito menos ansioso.


Outro exemplo é seguir duas regras simples: recompensar e ignorar.


- Recompensar

Ser um bom líder é reconhecer e recompensar o comportamento correto dos demais integrante do grupo. Por isso, sempre que o seu cachorro estiver comportado, o recompense! Você pode usar como recompensa algum petisco ou brinquedo, mas também pode ser algo bem mais simples, como a sua atenção (elogio e/ou carinho). Ao ser recompensado, o cão se sente estimulado a repetir o comportamento e, naturalmente, isso se tornará um hábito.


- Ignorar

Já a melhor maneira de punir o cão por um comportamento errado é ignorá-lo completamente (não olhar, falar ou tocar nele). Ao não receber atenção, o cão logo vai entender que a atitude dele está sendo reprovada e, consequentemente, será desestimulada.


Importante! Evite atitudes que desestimulem o cão a agir com naturalidade, pois isso pode deixá-lo confuso e, além de não ser saudável para o seu equilíbrio mental, também pode fazer mal a sua saúde física.


Quer alguns exemplos dessas atitudes? Acessórios que causem incômodo (como sapatinhos), ficar o tempo todo com o cão no colo (sem permitir que ele interaja com o ambiente) ou até mesmo levar o cão para passear dentro de um carrinho de bebê.


Por isso, crie uma rotina para o seu cão, o faça gastar energia e brincar com seus instintos, caçando brinquedos escondidos, correndo atrás de bolinhas, fazendo passeios diários... isso vai ajudá-lo a relaxar e se preocupar menos com a liderança da matilha.


Para finalizar, nunca se esqueça de que o cão continua sendo um cão e não uma máquina; portanto, ele merece um tempo para assimilar tudo que está acontecendo e, desta forma, te respeitar. Ser um líder não é tão difícil, mas ser um ótimo líder demanda treinamento, conhecimento e atenção. Quanto mais respeito e mais carinho o cão sentir por você, mais fácil e mais prazeroso será o adestramento. Ele terá todos os motivos do mundo para querer te obedecer!


__________________________________________________________________________________


Se o seu cão apresenta problemas comportamentais e você precisa de ajuda profissional, entre em contato com a gente. Atendemos presencialmente em Santo André e São Bernardo do Campo (SP) e online para qualquer lugar do mundo. Confira a nossa página de Serviços para mais informações.Quer saber mais sobre adestramento de cães e comportamento canino? Confira a seção Cursos do nosso site e faça a sua matrícula. Os cursos são online, com certificado, com suporte online integral realizado por um especialista em comportamento canino, e são teóricos (texto, imagens e infográficos), de forma que você pode ler e consultar conforme a sua disponibilidade.