top of page

O pior amigo do cachorro


Texto de Eduardo Lamazón

 

"Os animais e a natureza são de pouca importância para o homem quando o homem é de pouca importância.

 

Amar e respeitar a vida é um privilégio para as pessoas educadas, porque criar amor exige esforço e inteligência.

 

Amantes de cães, aqueles de nós que estão convencidos de que os animais têm direitos, lutam em um mar de águas agitadas para superar a indiferença e a crueldade, padrões eternos de tratamento que o homem lhes proporciona.

 

Promovemos a esterilização como o único meio sem sangue e asséptico de controle da população canina nas cidades, porque sabemos que quase todos os cães nascidos no mundo passam por sofrimentos insondáveis.

 

Ao mesmo tempo, condenamos a indústria de pet shops que vendem animais, porque criam relações não amorosas que ocorrem quando a compra do animal é para uma diversão passageira. A criança, por exemplo, que compra um cachorrinho como se fosse um brinquedo de plástico, e depois, quando o animal cresce ou a família sai de férias, deixa-o abandonado porque já não o diverte ou porque não pode cuidar dele. Quem vende animais, se vender dez cães, reproduz dez cães, se vender cem cães reproduz cem cães.

 

Os cães que podem ser adotados em abrigos têm apenas uma diferença dos cães de pet shops: eles são sujos. Eles tomam banho e pronto. São amigos tão maravilhosos e tão afetuosos quanto aquele que traz uma certidão idiota que finge endossar sua ascendência.

 

A grandeza de um homem - sua ou minha, se é que podemos aspirar a alguma - está em ser bom sendo mau, porque ser bom quando encurralado ou quando não se tem a possibilidade de escolher, não tem mérito. Ser piedoso para com seres inferiores física ou intelectualmente é um imperativo moral para o superior, caso contrário ele não é superior. É, pelo contrário, uma arrogância grotesca que coloca a sua espécie, só porque, acima das outras que habitam o planeta.

 

É ilógico e imoral, é vergonhoso para a nossa espécie que enquanto o cão é o melhor amigo do homem, o homem é o pior amigo do cão.

 


A maioria dos homens tortura quase todos os cães do mundo por crueldade, indiferença, ignorância, estupidez ou prazer sádico. Nenhuma dessas atitudes são enfeites para quem as exerce. Costumam dizer “afinal, é apenas um animal”, uma expressão impensada e arrepiante com a qual dispensam sem ver as qualidades de “apenas um animal”, e lhes negam direitos.

 

Nestes tempos difíceis para o bem e para o otimismo, tempos de corações gananciosos e espíritos devastados, muitas vezes me dizem que é infantil falar de cães com dor.

 

“Por que você se preocupa com o bem-estar dos cães se há tantas crianças famintas?” é algo que ouço e ouvimos todos os defensores dos animais, todos os dias.

 

Pretende-se que sejam dois problemas diferentes, um as crianças, o outro os cães. Acredito que seja um problema único que se reduz à crise do homem e aos tempos em que vivemos. O planeta dá comida à criança e ao cachorro, mas não leva à boca. São seus pais e seus senhores, seus governantes e seus pastores, seus líderes e seus ilusionistas que fazem uma má distribuição dos bens e da justiça.

 

Não apenas cães e crianças precisam de ajuda e amor. Há pessoas idosas, famintas, doentes, homens tristes, solitários, presos ou drogados que pedem a sua quota de solidariedade. E não é tirar comida dos cães para dar a outros sem-teto a solução milagrosa para todos os males. Nada se resolverá no mundo do egoísmo e da perversidade enquanto a consciência da humanidade não caminhar em outras direções.

 

Nunca vi um cachorro vagando pelas ruas procurando alguém para morder, nunca vi um leão saindo da selva para tirar a vida de um ser humano na cidade, ou um touro procurando a praça e um sujeito vestido "de luzes" para empurrá-lo. É o homem que bate no cachorro, amarra-o com correntes, isola-o e nega-lhe água, e depois o chama de "cão assassino" quando o animal reage defendendo-se.

 

A fidelidade incorruptível do cão, que o mais fiel dos homens não conhece, paga muito caro a crosta de amor que às vezes recebe.

 

Os cães uivam sua dor eterna, enquanto os homens desajeitados tornam eterna a dor de viver na escuridão. Parece que se levantam todas as manhãs para buscar bens, bem-estar, recursos, mas estragam tudo. Eles trocaram amor por dinheiro e um bom nome por sucesso. Não respeitam o rio, a árvore, o cachorro, o vizinho, o amigo, e de vez em quando dizem que não entendem por que não há justiça, por que não há paz.

 

Cães infelizes. Humanidade infeliz."


__________________________________________________________________________________

Se o seu cão apresenta problemas comportamentais e você precisa de ajuda profissional, entre em contato com a gente. Atendemos presencialmente em Santo André e São Bernardo do Campo (SP) e online para qualquer lugar do mundo. Confira a nossa página de Serviços para mais informações. Quer saber mais sobre adestramento de cães e comportamento canino? Confira a seção Cursos do nosso site e faça a sua matrícula. Os cursos são online, com certificado, com suporte online integral realizado por um especialista em comportamento canino, e são teóricos (texto, imagens e infográficos), de forma que você pode ler e consultar conforme a sua disponibilidade.

コメント


bottom of page