top of page

CBD: Canabidiol para uso veterinário



Certamente você já se perguntou: os animais podem ingerir a cannabis? Que efeitos ela tem sobre eles? A cannabis pode curá-los?


Saiba que o uso da cannabis na veterinária está avançando no mercado da mesma forma que na medicina humana. O que é natural, já que as pessoas estão cada vez mais envolvidas com seus animais de estimação e investindo na qualidade de vida deles.


Mas, antes de mais nada, um pouco de informação: o CBD (ou canabidiol) é um composto encontrado na planta Cannabis sativa, nome científico da maconha. O extrato, entre muitos outros compostos químicos encontrados na planta, tem propriedades anticonvulsivante, neuroprotetores, analgésicos, anti-inflamatórios e até antitumorais.


O nome da substância vem do fato de ela agir sobre os receptores canabinoides do cérebro. O óleo extraído da planta não tem efeitos psicotrópicos ou psicoativos (ou seja, não “dá barato”), pois não possui o canabinoide delta-9-tetrahidrocanabiol, conhecido como THC.


Uso veterinário do CBD


A Cannabis sativa tem sido usada pela humanidade por mais de 4.000 anos, seja para fins psicoativos, terapêuticos ou industriais. Ao longo da história também podemos ver como a cannabis tem estado muito próxima do mundo animal, desde que os gregos a usavam para curar feridas e hemorragias em seus cavalos.


Mas o primeiro registro do uso de Cannabis na medicina veterinária foi em 1607, quando o naturalista britânico Edward Topsell afirmou que a mistura de sementes de cânhamo com a ração de um cavalo estimulava o ganho de peso rápido. Já em 1800, os veterinários americanos prescreviam rotineiramente medicamentos para cólicas equinas que continham altas concentrações de Cannabis.


No caso dos cães, o primeiro registro ocorreu em 1843 quando o médico irlandês William Brooke O'Shaughnessy, que morava na Índia, descobriu algo totalmente novo para o mundo ocidental: a Cannabis sativa; que já era usada na região há milhares de anos, como remédio ou substância recreativa. Mas, na literatura médica do Ocidente, não havia nenhuma informação sobre a planta.


Depois de confirmar que o uso de cannabis era seguro, o médico fez experimentos com diferentes animais, como ratos, coelhos, gatos, macacos e, claro, cachorros. Apesar de não conseguir curar nenhuma doença com a cannabis, ele concluiu que a substância poderia ajudar a tratar sintomas graves de muitas enfermidades.


O mais surpreendente é que as suas descobertas são válidas até hoje: os principais usos médicos da cannabis continuam sendo como analgésico e anticonvulsivo.



Casos em que o CBD pode ser utilizado


O metabolismo dos mamíferos é bastante semelhante entre espécies, portanto cães, gatos e cavalos têm o mesmo mecanismo de receptores canabinoides no cérebro que nós temos. Assim, os efeitos esperados do CBD são parecidos. De uma maneira geral, o canabidiol pode ajudar a manter os animais domésticos com qualidade de vida, reduzindo dores agudas, problemas digestivos e inflamações crônicas, além de ajudar no tratamento de convulsões e tumores. Também pode ser muito útil em casos de dermatite, anorexia, síndrome de ansiedade de separação (SAS) e em fobias como medo de sons altos e estresse, como viagens de carro.

Importante!


- Como todo medicamento, o uso em dosagens erradas ou sem o diagnóstico correto, pode fazer mal ao seu animalzinho, por isso, é importante consultar um veterinário e seguir suas orientações;


- É preciso que ele forneça um laudo e uma receita médica, para que então se possa buscar o produto correto;


- Vários fatores determinarão quanto tempo os efeitos durarão, incluindo atividade, dieta, peso e com que frequência o CBD é usado.


Atualmente, existe uma grande variedade de produtos à base de cannabis para animais domésticos, como óleo, suplementos, pomadas, petiscos e cápsulas. Nos países onde a cannabis já foi legalizada, como nos Estados Unidos, os tutores podem comprar esses produtos normalmente e já os estão utilizando em cães, gatos e outros animais.


O uso do CBD no Brasil


O Brasil ainda tem muito a evoluir quando falamos do uso de cannabis para animais. Mas, apesar de muitos veterinários já receitarem o óleo de CBD para animais no Brasil, esta prescrição é feita em um limbo jurídico/legislativo, já que não há uma lei que proíba e nem uma que autorize ou que regulamente o uso veterinário da cannabis medicinal.


Tão pouco o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária) ou Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) possuem diretrizes de uso para esse tipo de medicamento.


No entanto, podemos perceber uma intenção dessas partes responsáveis em discutir sobre o assunto; pois dois projetos de lei que tratam da regulamentação do uso de medicamentos de CBD em animais estão em tramitação no Congresso Nacional.


Estes dois projetos de lei buscam regulamentar e permitir o uso veterinário dos canabinoides no Brasil. Caso as proposições sejam aprovadas, tornem-se lei, vão possibilitar, entre outras coisas, a importação e uso de produtos à base de Cannabis para os animais, desde que destinados à medicina veterinária.


Agora, caso o veterinário do seu animal de estimação prescrever CBD para tratamento, é importante saber que ele não poderá fornecer o medicamento, mas conseguirá indicar o melhor caminho para você adquirir o remédio na sua cidade ou estado.


Como todo o mercado da Cannabis, este setor está em pleno crescimento e sempre surgem mudanças, por isso fique atento às notícias sobre regulamentação e avanços do uso medicinal da Cannabis e procure profissionais habilitados para diagnosticar seu animalzinho.


AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas neste blog devem apenas ser utilizadas para fins informativos, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado.


__________________________________________________________________________________


Se o seu cão apresenta problemas comportamentais e você precisa de ajuda profissional, entre em contato com a gente. Atendemos presencialmente em Santo André e São Bernardo do Campo (SP) e online para qualquer lugar do mundo. Confira a nossa página de Serviços para mais informações.Quer saber mais sobre adestramento de cães e comportamento canino? Confira a seção Cursos do nosso site e faça a sua matrícula. Os cursos são online, com certificado, com suporte online integral realizado por um especialista em comportamento canino, e são teóricos (texto, imagens e infográficos), de forma que você pode ler e consultar conforme a sua disponibilidade.

Kommentare


bottom of page